Confira a história de ídolos do Flamengo e participe da resenha!

Ídolos do Flamengo

Já pensou você participar de uma roda de boteco com os maiores ídolos do Flamengo? Ouvir aquelas resenhas dos boleiros sobre os títulos do passado enquanto come  do bom e do melhor? Descubra nesse artigo como isso é possível e um pouco da trajetória de 5 ídolos eternos que marcaram a história do Rubro Negro.

Parece até coisa de outro mundo, mas é o que a FAP Eventos Esportivos vai promover pela segunda vez no Hotel Golden Tulip, em Vitória, no dia 25 de maio, às 19 horas, com a presença de 5 grandes ídolos rubro-negros: Adílio, Andrade, Leandro, Júlio César Urigeller e Rondinelli.

Um evento exclusivo, com noite de autógrafos, fotos, resenha e roda de boteco que certamente vai ser inesquecível para todos os flamenguistas que estiverem presentes. Vai rolar ainda um sorteio de duas camisas da RetrôMania!

Evento FAP e Fla-Master
Evento marcado para dia 25 de maio. Os ingressos estão sendo vendidos nos quiosques da RetrôMania, nos shoppings Vitória e Vila Velha, e também pela FAP Eventos Esportivos, através do Whatsapp 27 99687-0870.

 

Saiba mais sobre a trajetória dos ídolos do Flamengo

Adílio:

Criado no Flamengo, clube que defendeu por grande parte de sua carreira, Adílio atuou ao lado de Zico e Andrade, formando um dos melhores meio-campo da história. Com esse trio, o Fla conquistou suas maiores glórias, incluindo a Taça Libertadores da América e o Mundial Interclubes de 1981 e os Brasileiros de 1980, 1982 e 1983.

Adilio - Flamengo
Adílio: Ex-meio de campo e ídolo do Flamengo.

Adílio era um jogador de rara habilidade e criatividade, dono de um passe perfeito e adepto a um estilo de jogo clássico. Também soube ser decisivo em sua carreira: marcou o segundo gol do Flamengo na vitória de 3×0 sobre o Liverpool na final do Mundial de Clubes de 1981 e o terceiro gol na vitória de 3×0 sobre o Santos na decisão do Campeonato Brasileiro de 1983.

O jogador atuou no Flamengo entre 1975 e 1987, quando teve a oportunidade de vestir a camisa rubro-negra em 616 partidas, o que faz dele o terceiro jogador com maior número de jogos disputados pelo Flamengo. Ganhou a Bola de Prata da Revista Placar em 1977 e 1978.

Andrade:

Andrade era um jogador de muita técnica, dotado de excelente visão de jogo, capaz de realizar lançamentos de longa distância com extrema perfeição. No Flamengo, começou sua carreira profissional em 1974 e, após passar duas temporadas emprestado ao ULA Mérida para ganhar experiência, retornou como um desconhecido à Gávea em 1978.

Andrade: Multicampeão pelo Flamengo
Andrade: Multicampeão, como jogador e também como treinador.

Seu estilo clássico, fez com que o garoto rapidamente conquistasse a vaga de titular absoluto. Andrade vivenciou a fase mais gloriosa do clube rubro-negro, tendo participado das conquistas da Taça Libertadores da América e do Mundial Interclubes em 1981, formando com Adílio e Zico o maior meio-de-campo da história do Fla.

Além de ter conquistado 3 campeonatos brasileiros e a Copa União de 1987 como atleta do Flamengo, Andrade teve fundamental importância para a conquista do Brasileirão de 2009, tendo assumido o cargo de técnico interinamente durante a competição e com uma incrível arrancada no segundo turno, garantiu o título que não vinha há 17 anos.

Leandro:

Grande ídolo da torcida rubro-negra, Leandro jogou toda sua carreira pelo Clube de Regatas do Flamengo.

Leandro - Um dos maiores da história
Leandro: possivelmente, o melhor lateral da história do Rubro-Negro.

De técnica extremamente apurada, atuou (principalmente) como lateral na primeira metade de sua carreira, conquistando grandes títulos entre 1978 e 1985.

Após sofrer uma sequência de contusões no joelho, passou a atuar como zagueiro, mantendo o mesmo nível de atuação e conquistando a Copa União de 1987 e dois campeonatos cariocas nesta posição.

Foi bola de prata da Revista Placar em 1982 e 1985, e para muitos foi o melhor lateral da história do Rubro Negro, participando de 415 jogos e marcando 14 gols.

Júlio César Uri Geller:

Júlio César da Silva Gurjol (Rio de Janeiro, 3 de Março de 1956 – ) é um ex-jogador revelado pelo Flamengo, ídolo da geração mais vitoriosa do clube rubro-negro, que atuava como ponta-esquerda, e que ficou conhecido pela torcida rubro-negra como Júlio César Uri Geller.

Julio Cesar Uri Geller - Ídolo do Flamengo
Júlio César Uri Geller: campeão brasileiro em 1980.

Uri Geller foi revelado na Gávea sob a batuta de Cláudio Coutinho, que trouxe para o time principal, além do próprio Julio César, também Leandro, Andrade, Adílio, Rondinelli, peças do time Campeão Mundial Interclubes em 1981 e figuras da geração mais vitoriosa do time Mais Querido do Brasil.

Entre 1975 e 1981, vestiu a camisa rubro-negra em 134 partidas, marcou 10 gols, e participou das conquistas do tricampeonato carioca (78, 79, 79-Especial) e do Campeonato Brasileiro de 1980.

Rondinelli:

Rondinelli: O Deus da Raça segundo a torcida rubro-negra.
Rondinelli: O Deus da Raça segundo a torcida rubro-negra.

Rondinelli chegou ao time principal do Flamengo em 1971 e, após dois anos disputando posição, firmou-se como titular absoluto. Era um zagueiro vigoroso, que não dava moleza para os adversários e estava disposto a fazer o possível e o impossível para evitar gols dos rivais.

Em 1978, o nome de Rondinelli entrou definitivamente para história do clube. Na final do Campeonato Carioca contra o Vasco, em uma cobrança de escanteio a favor do Flamengo, aos 41 minutos do 2º tempo, o zagueiro deu um pique até a área adversária e, com uma cabeçada que mais parecia um chute, marcou o gol do título rubro-negro. Daí por diante, o jogador passou à condição de ídolo da torcida rubro-negra, que o imortalizou com o apelido de Deus da Raça.

 

1º Encontro FAP com Idolos do Flamengo
1º Encontro FAP com Idolos do Flamengo, realizado em março de 2018.

PS: Parte do texto foi retirado e adaptado do site da FlaMaster: http://flamengomaster.com.br/equipe/

 

Compartilhe:

Deixe seu comentário!